ivc.png

Otacílio Costa deve retomar o posto de segunda potência da Serra

Robson Ribeiro por CO


Nesta sexta-feira, 10, o Município de Otacílio Costa completa 37 anos de emancipação político administrativa. Nesta data os munícipes tem algo a mais para comemorar. Dados da Secretaria Estadual da Fazenda apontam que a cidade deve retomar o posto de segunda maior economia da Serra Catarinense, que pertencia ao município de São Joaquim. "A única alteração de posição, até o momento, realmente é com relação à briga de São Joaquim e Otacílio Costa. São Joaquim vinha com uma pequena margem de vantagem nos últimos anos, mas agora, no ano base 2018, Otacílio Costa deu um salto e contou com uma queda significativa de São Joaquim, que sequer alcançou os números do ano anterior" explica o profissional da Associação dos Municípios da Região Serrana - Amures, Adilsom Branco, explicando que os trabalhos de apuração do ano base 2018 só encerram na primeira quinzena de dezembro deste ano. "Agora em junho vamos ter os índices provisórios, e após isso ainda existe a possibilidade de mudanças dos números em virtude da fase de recursos, mas como a diferença é mais de R$ 100 milhões as chances de o cenário reverter essa diferença são bem mínimas", ressaltou.  

Adilsom pondera que os índices são referentes ao valor adicionado, que implica na composição do índice de participação do município para o retorno de ICMS. Ele explica ainda que a movimentação de 2018 compõe o Índice de retorno de ICMS para 2020. "Podemos afirmar que o município de Otacílio Costa ficou com a segunda posição na geração de valor adicionado", pontua.

O chefe de tributos de Otacílio Costa, Alair Borges, avalia que um dos fatores que contribuíram para que Otacílio Costa alavancasse a economia foi a produção de grãos, com destaque para a soja. "O cultivo de soja aumentou em 100% e, sem dúvidas, contribuiu muito para o fomento da economia local. Hoje o nosso interior é coberto 50% pela plantação de soja", enfatiza Borges, dizendo que um aumento nas atividades florestais da empresa Klabin também contribuiu para o aquecimento da economia. "A Klabin possui fazenda fora do município. Quando ela desbasta fora o índice econômico baixa. Quando é feito um corte raso em nossa cidade a economia alavanca", explica.

De acordo ainda com os dados do setor de tributos de Otacílio Costa, a indústria da madeira e do papel representa aproximadamente 64% da economia, o restante da economia se divide no agronegócio, no serviço de transportes e comércio.

Terra de gente que acorda cedo e vai à luta

Otacílio Costa é um município de pessoas que buscam, a cada amanhecer, o seu sustento. Exemplo disso é o pedreiro Valderi da Silva, 53 anos, popularmente conhecido como "Panqueca". Há 30 anos ele começa no batente logo às sete da manhã e trabalha em média 10 horas por dia na referida profissão.

Panqueca contribuiu diretamente para a construção do município. Em sua trajetória já construiu mais de 80 residências. "É uma satisfação poder ajudar a construir nossa cidade. Se torna um orgulho para mim, pois é uma das coisas que mais gosto de fazer", anota ele.

De galpão a município referência 

Otacílio Costa surgiu a partir das terras de um político que atuou desde os 16 anos na vida pública. Otacílio Vieira da Costa ergueu um galpão para pernoite e descanso dos tropeiros na estrada que ligava Lages a Curitibanos. O local ficou conhecido como Encruzilhada. Mais tarde, a construção de um botequim, que foi pintado de branco, mudou o nome do local para Casa Branca. Com a chegada de fazendeiros e a aquisição de grandes áreas de terra, a região desenvolveu-se com rapidez. 

Em 1959, virou Distrito de Lages. Em 10 de maio de 1982, porém, ganhou emancipação e conta, hoje, com 33 anos. Com uma área de 847 quilômetros quadrados, desponta como umas das principais economias da Serra. A transformação do município impressiona. O centro, que até num passado recente era calmo e acanhado, ficou agitado nos últimos anos. A cidade tem, hoje, 12363 veículos emplacados, uma média superior a um carro para cada habitante. Apesar da agitação do trânsito, sobretudo nos horários de pico, Otacílio Costa ainda cultiva aspectos típicos de cidades do interior. Na praça central arborizada, pessoas passeiam, sentam e conversam e as ruas dos bairros são calmas e tranquilas. 

 Dentro da AMURES, Otacílio Costa se destaca como uma das principais economias. Entre 1991 e 2010, o Índice de Desenvolvimento Humano - IDH, que leva em conta educação, longevidade e renda, passou de "baixo", numa escala que vai de 0,500 a 0,599, para "alto" (0.740). Atualmente o município possui 18.510 habitantes, conforme estimativa do IBGE, publicada em 2018.


Prefeito destaca o momento otaciliense  

Segundo o prefeito Luiz Carlos Xavier, o Tio Ligas, este é o momento ideal para pensar na história do município, desde a emancipação até os dias de hoje, pois há muita dedicação, trabalho e suor do povo otaciliense nesses 37 anos de história. "Nosso povo é trabalhador, ordeiro e acolhedor. Não chegaríamos até este momento e com esse desenvolvimento econômico, social e humano se essa história não fosse construída lado a lado com cada cidadão que investiu e acreditou no município", relatou Tio Ligas.

O prefeito afirma também estar satisfeito sobre as perspectivas para o futuro, por conta de ter evoluído muito desde os passos iniciais. Conforme ele, Otacílio Costa vem progredindo muito e o órgão municipal está trabalhando incessantemente para o desenvolvimento. "Nesta data festiva quero parabenizar todos os otacilienses que, com a força do seu trabalho, contribuíram e contribuem para a construção de um município cada vez melhor. Dizer que tenho orgulho desta terra e tenho orgulho de poder ajudar neste momento com o meu trabalho, para fazer de nosso município um lugar ainda melhor para se viver. Que possamos olhar para trás com gratidão e para frente com fé e esperança", conclui. 







correiootaciliense




Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense