ivc.png

Paizão de Verdade

Pai conta rotina e desafios de criar suas filhas sozinho


Domingo é dia dos Pais. Contando a história deste paizão queremos homenagear nossos leitores, que são pais.  

Ele cuida sozinho, há quatro anos, das duas filhas. Toda aquela rotina de pai que também faz o papel da mãe, pentear os cabelos, dar banho, cozinhar, ir nas festas da escola. Marcio Postaí, de 41 anos, cria as filhas Ana Beatriz, de nove anos, e Maria Heloisa, de seis, e diz que é gratificante estar com as meninas.

Quando ele se viu na responsabilidade de cuidar das sozinho das meninas, teve que sair do emprego de carteira assinada. Segundo Marcio, não tinha como pagar alguém para ficar com as filhas, então deixou o emprego formal e abriu uma lavação de veículos para ter mais tempo com as meninas. "Levo na escola, busco, lavo a roupa, trabalho, levo no psicólogo e limpo a casa à noite. Conto com ajuda de alguns parentes e amigos nessa tarefa", falou.

Marcio contou que no início foi bem difícil, mas que de maneira nenhuma abandonaria as filhas. Ele ressaltou que pai que é pai não deixa os filhos. Ele ressaltou que mesmo que as dificuldades cheguem serão superadas.

Ser pai é mais que dar presente, é estar presente

Ele pontuou que ser pai é mais que dar presente, é estar presente em todas as horas. "Não é só agradar dando presente, é cuidar levando no médico, dar amor e carinho e suprir as necessidades", falou.

Falando em estar presente, Marcio lembrou de um momento com suas filhas que o marcou bastante. Foi o dia da formatura delas. Todas as amiguinhas, conforme ele, tinham a mãe do lado e elas não. "Eu fui e minha cunhada também. Ela fez o papel da mãe, mas sei que sentiram falta da mãe delas, pois por mais que eu faça e busque suprir esse espaço, não sou mãe. Foi de cortar meu coração", desabafou.

Para o Dia dos Pais, não há nada de especial preparado em sua casa. Porém, não faltará o amor nesta família.

Uma mensagem de amor


Quando chegamos na casa de Márcio as meninas estavam dentro de casa arrumadas e brincando uma com a outra. Ana Beatriz, mesmo tímida, se aproximou para deixar um recado para seu superpai. "Eu te amo muito, pai! Te agradeço por tudo que faz por nós. Leva a gente para comprar brinquedos, no parquinho, vai com a gente tomar sorvete. O senhor é nosso pai e mãe ao mesmo tempo", falou sorridente.

A história de Márcio chegou até nós por meio de amigos e conhecidos dele, que têm acompanhado a luta deste pai para criar suas meninas. "Uma boa pessoa que faz de tudo por elas e precisa de ajuda", declararam.


Imagens

Foto: Elaine Leal
Foto: Elaine Leal





correiootaciliense




Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense