ivc.png

Lageana com câncer no cérebro busca ajuda para pagar cirurgia

Elaine Leal
Foto: Divulgação/Internet

Uma pessoa amorosa, companheira e sempre pronta a ajudar. Essas são palavras que descrevem Jaqueline Klaumann, 35 anos, que luta contra um câncer cerebral. Quem lhe deu as qualidades acima foi sua tia Marly Schmitz em uma entrevista para o CO.  

Jaque, como é comumente chamada, é lageana, porém morou e trabalhou em Otacílio Costa por 15 anos. Nas terras otacilienses foi professora na Escola Traços e Letras, quando ainda era escola particular e na EBM Marechal Rondon. Ela é formada em pedagogia, casada, tem 2 filhos e mora em Rio do Sul há um ano, onde trabalha em um Pet Shop.

Sua luta contra o câncer começou há quatro anos quando foi descoberto um melanoma. Segundo Jaqueline, assim que descobriu a doença, procurou os médicos e passou por cirurgias na cidade de Lages, onde ainda faz acompanhamento.

No início deste ano, depois de ter uma convulsão, por causa do histórico de câncer, passou pelo neurologista e fez uma ressonância. O resultado apontou um tumor cerebral. "Tive que fazer tudo com urgência. Pagamos tanto a consulta como a ressonância, pois se eu fosse esperar e entrar em uma fila não sabia o tempo que podia demorar. Como meu melanoma é metastático, ficamos sempre apreensivos, pois se espalha muito rápido", desabafou.

A recomendação do médico foi uma cirurgia imediatamente. Ela se inscreveu na fila do Sistema de Regulação de Vagas da Saúde Municipal, o Sisreg. No entanto, ainda está esperando a consulta.

Orientada por uma prima, Jaque iniciou a Vaquinha online. O custo da operação varia entre R$ 40 mil e 50 mil. Já foram doados, até o fechamento desta matéria, R$ 9.890.

Ela ressaltou que desde o início vem recebendo ajuda e mensagens de carinho dos amigos que fez na Capital da Madeira. Uma movimentação nas redes socias chamou a atenção para o seu caso. Pessoas estão fazendo rifas e desejando organizar um jantar solidário. "Quando fiquei sabendo o que estavam fazendo por mim chorei bastante. Não me contive ao saber que tantas pessoas não se esqueceram de mim. Pais dos meus alunos, colegas de serviço, amigos e até aquelas pessoas que eu só cumprimentava na rua", finalizou.

Quem quiser doar pode acessar o site http://www.vakinha.com.br e procurar pela vaquinha com o ID 486836.







correiootaciliense




Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense