ivc.png

Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado, 4 de maio

A Campanha de Vacinação começou no dia 10 de abril.

Assessoria de Imprensa por CO


As salas de vacinação das unidades de saúde de Santa Catarina estarão abertas no próximo sábado, 4, durante o dia, para vacinar os grupos prioritários contra a gripe. A Campanha de Vacinação começou no dia 10 de abril, mas até o momento apenas 17,83% do público-alvo se imunizaram contra a doença. O prazo final para tomar a dose é dia 31 de maio.

A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) é de vacinar, ao menos, 90% da população total dos grupos prioritários que, em Santa Catarina, é de mais de dois milhões de pessoas (2.000.034).

- crianças (6 meses a menores de 6 anos): 470.984

- gestantes: 71.524

- mães até 45 dias após o parto: 11.752

- trabalhador da saúde: 134.793

- professores: 90.551

- povos indígenas: 10.998

- idosos com 60 anos ou mais de idade: 670.028

- população privada de liberdade e funcionários: 25.832

- portadores doenças crônicas e condições especiais: 490.452

- profissionais das forças de segurança e salvamento: 23.120

De acordo com a gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde Santa Catarina, Lia Quaresma Coimbra, é importante que toda a população dos grupos prioritários procure uma unidade de saúde "As pessoas que fazem parte desses grupos têm mais chances de ter complicações decorrentes da gripe, podendo até morrer. Por isso, a importância de se imunizar", explica a gerente. 

Este ano, crianças com idade até 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias) também serão vacinadas, conforme orientação do Ministério da Saúde. Em 2018, a vacina foi oferecida somente para crianças com até 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das forças armadas) também têm direito à vacina contra a gripe a partir deste ano. A decisão foi tomada pelo MS tendo em vista que eles são expostos em atividades de risco, em locais de aglomerações, um dos principais fatores de propagação do vírus da gripe. 

Cobertura vacinal dos grupos prioritários (atualizada em 29/04) 

Entre os dias 10 de abril - início da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe - e 29 de abril de 2019, foram imunizados: 

- crianças (6 meses a menores de 6 anos): 20,73%

- gestantes: 25,75%

- mães até 45 dias depois do parto: 34,04%

- trabalhadores da saúde: 11,51%

- professores: 11,24%

- povos indígenas: 17,70%

- idosos com 60 anos ou mais de idade: 20,66%

- portadores doenças crônicas e condições especiais: 9,08%

Gripe em Santa Catarina 

Segundo dados divulgados pela Dive, em 2019, até o dia 24 de abril, foram confirmados 13 casos de influenza, sendo 9 (69,2%) pelo vírus A (H1N1); 3 (23,1%) pelo vírus A (H3N2) e 1 (7,7%) está aguardando subtipagem. Uma morte foi notificada no dia 5 de março de 2019 pelo vírus Influenza A (H1N1). O paciente morava em Tubarão, tinha 52 anos, era portador de diabetes mellitus e fez uso de Oseltamivir (Tamiflu) no mesmo dia do início dos sintomas. 

Em todo o ano de 2018, foram 461 casos de influenza no Estado, 59 pessoas morreram. A maior proporção de óbitos foi entre pacientes com mais de 60 anos (49,2%).

Cuidados e prevenção 

Além da vacina, é recomendado adotar algumas medidas de prevenção para evitar a gripe: higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar; a higienização também é importante depois de usar o banheiro; antes das refeições; antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas (corrimão, bancos, maçanetas), além de manter hábitos de alimentação saudáveis, com ingestão de líquidos e realização de atividades físicas. 

Pessoas com influenza devem evitar contato com outras pessoas. Em caso de suspeita, o paciente deve procurar atendimento médico o mais rápido possível. O tratamento precoce com Oseltamivir (Tamiflu) reduz tanto os sintomas quanto a ocorrência de complicações da influenza e está disponível em todas as unidades de saúde e hospitais de Santa Catarina.





correiootaciliense




Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense