Siga-nos nas Redes Sociais:


EM DIA COM A FÉ

Corrupção: Um problema universal com remédio impopular, mas eficaz

Alisson Magalhães, pastor na Igreja do Nazareno e jornalista no CO

“Verdadeiramente a opressão faz endoidecer até o sábio, e o suborno corrompe o coração” (Eclesiastes 7.7).

A corrupção não é um fenômeno recente na história da humanidade. Se olharmos a história como um todo encontraremos, prioritariamente, pelo menos três tipos de corrupção. A corrupção institucional (que é combatida com normas e procedimentos), a corrupção cultural (Combatida com educação) e a corrupção moral (cujo remédio vamos descobrir ao longo do artigo).

Mas a prova que não estamos falando de um problema atual é o fato de que a Bíblia, em textos que chegam a datar de 1440 a.C., trata de corrupção em vários níveis e setores. O profeta Isaías, no capítulo 33, versos 15 e 16, fala sobre a importância e a recompensa de se andar em justiça.

Cristo, quando alguns fiscais da Receita Federal daquela época o procuraram perguntando o que precisavam fazer para serem salvos, lhes respondeu: “Não peçais mais do que o que vos está ordenado” (Lucas 3.12-13). Sobre a corrupção nas autoridades da segurança pública, quando soldados lhe fizeram a mesma pergunta ele disse: “A ninguém trateis mal, não deis denúncia falsa, e contentai-vos com o vosso soldo”. (Lucas 3:14)

Moisés, 1.400 anos antes de Cristo, falou sobre a corrupção no poder judiciário em Deuteronômio 16:19-20 e Êxodo 23:8. Salomão, o grande sábio, abordou o mesmo tema em Provérbios 17.23; Isaías no capítulo 5:22-23; e, lógico, o Salmista não ficaria de fora da lista, e também se manifesta em Salmos 82:2-5.

Há diversos outros textos abordando e condenando a corrupção no poder executivo, falando da separação de poderes, sobre assessores corruptos e até sobre corrupção entre empresários e direitos trabalhistas.

A corrupção no Brasil está no DNA da nação

Vivemos dias difíceis. A nação enfrenta a pior crise econômica de sua história exatamente por causa da corrupção que, infelizmente, sempre fez parte da história do país, desde que Portugal, ao invés de planejar a colonização da terra que, em 1500, acabara de descobrir, apenas desenvolveu um projeto de exploração e mercantilização colonial.

Ao longo de séculos, a prática impregnou a cultura a tal ponto que ser brasileiro virou sinônimo de ser malandro. E, ao que tudo indica, parece não existir cura para o câncer que tem corroído a nação. Parece não existir, mas existe, e é possível. O problema é que o remédio é impopular. A cura para a corrupção, segundo os padrões bíblicos, é a mudança do caráter. E não é a mudança de caráter dos governantes. É a minha e a sua.

Sim, gostamos de apontar e reclamar dos políticos, julgamos e apontamos o dedo para eles, principalmente quando são pegos com “a boca na botija”, mas costumamos não nos importar com nossos pequenos atos de corrupção do dia a dia. Reclamamos do político que rouba dinheiro da saúde, mas tentamos subornar um guarda quando somos flagrados numa blitz. Reclamamos da precariedade dos serviços públicos mas vendemos nosso voto e conduzimos o mesmo político ao posto que deveria ser de um servidor, para que ele continue se servindo do povo.

Bem, a bíblia tem algo a dizer sobre a corrupção. Na verdade, ela sustenta que a atual condição humana é dilacerada, decadente e consequência de um ato de corrupção. Conforme o relato do Gênesis, a serpente corrompeu a mulher, esta corrompeu o marido e começou um ciclo que foi corrompendo cada vez mais o homem, ao ponto de Deus ter se arrependido de tê-lo criado.

A própria formação da palavra aponta para isso. Cor (Coração) + ruptus (de rompere no latim, que significa rompido), mostra que a corrupção é fruto de um ato de um "coração rompido". No contexto bíblico, rompido com Deus e com a imagem que Ele havia colocado no seu humano: Sua própria imagem.

A consequência do erro do primeiro casal é que todo ser humano nasce com uma rachadura que o leva cada vez mais longe desta imagem, fazendo com que ele deixe de se parecer com Deus cada vez mais, e é aqui que reside a resposta para o mal da corrupção. Se esta é ato de um coração rompido, apenas um coração restaurado e religado a este Deus pode ser a resposta, e o importante é saber quem pode fazer isso, e o conhecemos, a saber, o Cristo. A Bíblia diz que apenas através de Cristo, podemos ser reconectados com Deus. O próprio Cristo diz que ele é "o Caminho, a Verdade e a Vida", e que ninguém vai ao Pai, a não ser por Ele (João 14.6). A cura para a corrupção se encontra em Jesus. Ele é o único capaz de nos religar a Deus e nos dar um coração puro.

Ele oferece a nós um novo nascimento e um novo coração (João 3), mas nos exige a disposição de mudar nosso caráter. O apóstolo Paulo, escrevendo aos cristãos romanos, diz no Capítulo 12, no verso 2: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente”. Percebeu a ordem?

Não se amoldem, não se conformem, mudem o pensamento e a maneira de fazer as coisas. Sabe quando a corrupção começará a ter cura neste país? Quando pararmos de reclamar dos corruptos e começarmos e nos preocupar mais em deixarmos de ser. Quando isso acontecer, vamos começar a votar não pelo que os políticos podem fazer por nós, e sim pelo que eles podem fazer pela sociedade, e estes entenderão isso, ou não retornarão aos seus cargos.

Deus te abençoe,

Pr. Alisson Magalhães




correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense