Siga-nos nas Redes Sociais:


EM DIA COM A FÉ

Onde está Deus no meio do sofrimento e da dor?

Alisson Magalhães, Teólogo, pastor e jornalista
14970108822080a150_l150.png

Na última vez que escrevi essa coluna falei sobre o fato de que, não importa qual seja nosso sofrimento, apesar de doloroso, sempre há um propósito por trás do mesmo. Você pode conferir o artigo clicando aqui.

Enquanto pensava sobre temas para esta semana, o fim da manhã da quarta-feira, 23, cobriu toda a cidade com o manto enegrecido do luto e a consternação diante da tragédia, sem precedentes, que acabou ceifando a vida de três bons homens que estavam trabalhando, e deixou um rapaz em estado grave no hospital.

Automaticamente, a pergunta que vem à mente é: Onde está Deus nessas horas? Sim, sabemos que Ele tem um mundo inteiro para cuidar, para gerenciar, mas seria loucura imaginarmos, ou mesmo termos a ideia de pensar que ele pode se importar com os detalhes de nossa vida? Não, não é. 

A realidade que a bíblia ensina é que Deus se importa e, se por um lado, o fato de o servirmos não nos isenta de passar por situações como a que as famílias das vítimas passaram, por outro ele nos garante estar plenamente disponível para passar pelas dificuldades conosco, nos ajudando a experimentarmos os desafios que a tragédia impõe sobre nós de uma perspectiva diferente, e superá-los com uma força que não é nossa.

As Escrituras nos garantem que "O Senhor é bom, um refúgio em tempos de dificuldade. Ele cuida daqueles que nele confiam" (Naum 1:7); e que "O Senhor está perto de todos que o invocam, de todos que o invocam com sinceridade. Ele realiza os desejos daqueles que o temem; ouve-os gritar por socorro e os salva". (Salmos 145:18-19).

Se qualquer um de nós nos voltarmos, verdadeiramente, para Deus, ele cuidará de nós como ninguém mais cuida, e de uma forma como ninguém mais tem condições de fazê-lo. Mas como gostaríamos que ele agisse e impedisse as tragédias, não é verdade? Não gostaríamos que Ele controlasse as ações das pessoas e impedisse ataques terroristas, inundações incontroláveis e acidentes que tiram a vida de bons homens?

Sim, gostaríamos, mas Deus não o faz. Por que?

O Fato é que Deus criou a humanidade com capacidade de escolha. E essa habilidade se estende até mesmo a escolher ter ou não um relacionamento com ele. Ele poderia nos forçar a ser amáveis, a ser bons, mas isso não seria liberdade. A Bíblia nos ensina que Deus é amor, e o amor é o que nos permite ser livres. É a dignidade de nosso Livre Arbítrio que nos dá liberdade de escrever e conduzir nossa própria história, e é o que coloca Deus num grande dilema. Se intervir Ele viola nossa liberdade, se não intervir, as tragédias e o sofrimento acontecem. 

O fato é que Deus não interviu e a cidade chora, mas as famílias choram muito mais e, por falar nisso, todos podem ter uma certeza. "Felizes os que choram, porque serão consolados" (Mateus 5.4). 

Sabe querido, Deus nunca nos encondeu a verdade. De fato, Jesus afirmou que passaríamos por muitas dificuldades. Em João 16:33 Ele afirma que "No mundo tereis aflições"... Por que? Honestamente, nada que eu diga aqui pode explicar satisfatoriamente o problema. Eu poderia argumentar sobre as obras de Satanás, o arquiinimigo de tudo e todos que Deus ama, poderia continuar falando sobre nossa liberdade e como ela pode nos conduzir a dificuldades, mas nada, absolutamente nada, aliviaria a dor ou o sofrimento causado pela estupidez de uma tragédia que nos arranca pessoas amadas. Meu intuito aqui não é dar uma aula de teologia, e sim ser solidário na hora da dor. Mas sabe, mesmo não entendendo tudo e não tendo todas as respostas sobre Deus e os mistérios da vida, podemos, ao menos, entender algumas coisas.

Eu já dirigi debaixo de chuva em estradas sob temporais daqueles em que você não enxerga quase nada à sua frente. Nestes momentos, o melhor que se pode fazer é o que acabei fazendo. Fiquei atrás de um caminhão. O Motorista do caminhão estava numa altura mais alta e, provavelmente, enxergando melhor do que eu e, com as luzes de alerta dele ligadas, eu podia me guiar para não sair da estrada. O fato é que o motorista estava numa posição melhor do que eu, e o que é verdade sobre o motorista também é verdade sobre Deus. Ele enxerga melhor e sabe mais do que nós, e o melhor que podemos fazer quando passamos por um temporal, é ficar atrás d'Ele e deixá-lo nos guiar, confiando em suas luzes.

Tragédias são inevitáveis. Esse mundo não é seguro e a vida não é justa, mas podemos ser guiados por Aquele que nos faz uma promessa solene: A de que, um dia, Ele nos levará para um lugar onde o sofrimento não existirá, e onde a vida será perfeitamente justa. "Ele lhes enxugará dos olhos toda lágrima; não haverá mais morte; nem pranto; nem lamento; nem dor, porquanto as primeiras coisas passaram". (Apocalipse 21:4)

Essa é nossa esperança e, enquanto isso não acontece, fazemos o que Jesus nos aconselhou, e choramos com as famílias que precisam encontrar consolo na solene promessa do Deus que pode cumprir tudo o que prometeu.

É tempo de buscar forças. É tempo de fortalecer a Fé. Que Deus guie e console a todos.




correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense