Siga-nos nas Redes Sociais:

ECONOMIA

Pesquisa traça tendências e comportamento do consumidor no Natal em SC

Catarinense deve se adaptar às mudanças impostas pela pandemia e pela situação econômica do país.

Alisson Magalhães / CO - c/ inf. Fecomércio/SC
Foto: Alisson Magalhães / CO

A data mais esperada pelos empresários dos mais diversos segmentos do comércio e serviços chegou e, com ela, a esperança de equilibrar as contas e ganhar fôlego para os compromissos de início de ano que se aproximam.

Para ajudar o comerciante a planejar suas estratégias de vendas em mais um natal, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC) realizou uma pesquisa, em sete cidades do Estado, que procurou mapear tendências e a intenção de compras do consumidor em SC. Foram entrevistadas 2.071 pessoas, no período entre os dias 04 e 25 de novembro de 2021, em sete municípios que melhor representam o Estado: Chapecó, Lages, Florianópolis, Criciúma, Joinville, Itajaí e Blumenau.

"Com parcela considerável da população imunizada e a reaberturas das atividades econômicas, o final desse ano e inicio do próximo trazem expectativas positivas para o comércio, principalmente, se compararmos com o cenário do ano anterior", avalia o vice-presidente da Fecomércio SC, Emilio Schramm.

Pesquisa de preços será arma do consumidor em 2021

Conforme a pesquisa, divulgada pela Fecomércio na última semana, a pesquisa de preços estará presente como arma de economia da grande maioria dos entrevistados.

Com a situação econômica atual, que gerou diminuição do poder de compra das famílias e o cenário ainda incerto causado pela pandemia, nada menos que 87,6% dos consumidores entrevistados disseram que vão realizar pesquisa de preços e, destes, 39,4% afirmaram que o preço será o fator determinante na escolha do estabelecimento onde fará a compra. Os outros fatores mais citados foram qualidade do produto (26,1%) e atendimento (20,7%).

Outro dado importante é que os consumidores devem gastar menos, com as compras de natal, do que em 2020. Conforme a pesquisa, a intenção de gastos do catarinense é de R$ 434,36 neste fim de ano, menor índice dos últimos quatro anos e uma queda de 3,9% em relação a 2020.

Os motivos podem estar ligados às promoções de Black Friday, que parte dos consumidores (16%) utilizaram para adiantar as compras de natal, aproveitando os preços melhores. Além disso, parte dos consumidores afirmaram que deverão utilizar o 13º para economizar (33,7%) e pagar dívidas (33,5%). Apenas 10,5% informaram que vão usar o 13º para as compras de natal.

Cautela nas compras grandes

Roupas (35,6%) e brinquedos (22,8%) lideram o ranking da lista de presentes, junto aos calçados (15,7%). Uma pesquisa que já havia sido realizada pela entidade, em Agosto de 2021, dava conta que 79,2% dos entrevistados não realizaria compras grandes nos seis meses seguintes, incluindo dezembro.

Impacto no setor de serviços

Além do comércio, as festas também movimentam vários segmentos no setor de serviços, já que grande parte das famílias acaba realizando alguma programação especial. Neste sentido, 69% dos catarinenses responderam que não deverão viajar nas festas de fim de ano, percentual próximo de 2020, em plena pandemia, quando o índice foi de 77%.

Dos 27% que responderam positivamente, 8% disseram que devem viajar apenas no natal, 9% no ano novo e 10% afirmou que viajará nos dois feriados. O restante (4%) não respondeu.

Outro levantamento importante da pesquisa aponta para o fato de que a maioria que declarou a intenção de viajar no feriado, também declarou que o destino será dentro do próprio Estado (62,4%), dinamizando a economia local e impulsionando o turismo regional e de curta distância, um dos mais prejudicados pela pandemia.

Forma de pagamento e onde o consumidor deverá comprar

A maioria dos consumidores afirmou que pagarão seus gastos à vista, em dinheiro, como a principal opção de pagamento (46%), seguido pelo cartão de débito (18%) e pelo cartão de crédito parcelado (16,2%). A pesquisa indica que os presentes comprados serão direcionados para os filhos (27%), pais (17%) ou cônjuges (14%) dos consumidores. Este comportamento é similar ao observado no ano anterior, onde a maior parte dos consumidores direcionou seus presentes para estes familiares.

A boa notícia para o comerciante otaciliense é que o comércio de rua será o local mais procurado pelos consumidores na hora da compra (56%). 







WhatsApp Image 2021-04-26 at 08.59.40.jpeg

16133910719710.jpeg

correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense