Siga-nos nas Redes Sociais:




INVESTIMENTO

Prodec habilita mais de R$200 milhões em investimentos privados em Santa Catarina

A previsão é gerar mais de 900 empregos diretos

Secom
Foto: James Tavares/Arquivo/Secom

Com uma previsão de R$219.465.846 milhões em investimentos privados no estado e mais de 922 empregos diretos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) habilitou, por meio do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), a expansão e modernização de 11 empresas em Santa Catarina. Os projetos foram autorizados durante reunião realizada na última terça-feira, 10, pelos representantes do Comitê Técnico do Prodec, que é coordenado pela Diretoria de Empreendedorismo e Competitividade (Diec) da Secretaria.

"O Prodec é um programa fundamental para o desenvolvimento econômico de Santa Catarina. É um incentivo à ampliação e expansão de indústrias por meio da postergação de impostos para que o empreendedor possa investir e trazer para o Estado mais empregos, projetos inovadores e sustentáveis movimentando a economia. É uma parceria de incentivo onde todos ganham e traz mais oportunidades para Santa Catarina", enfatiza o secretário interino do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Jairo Luiz Sartoretto.

Divulgação

O gerente de novos negócios da Diretoria de Empreendedorismo e Competitividade (DIEC) da SDE, Antonio Ricardo Machado Slosaski explica que para ser habilitado, ou seja, enquadrado no programa, a indústria precisa apresentar documentos ao Comitê Técnico, além de cumprir requisitos. Após análise, o incentivo é aprovado pelo Conselho Deliberativo.

"Ao invés de emprestar dinheiro, o Estado permite que a indústria postergue parte do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), valor que será devolvido aos cofres públicos com juros entre 0 a 4% ao ano, sendo benéfico para os empreendimentos", comenta Slosaski.

Sul

Em Nova Veneza, uma empresa de alumínio prevê a construção de pavilhão industrial com investimentos de R$20 milhões e geração de 60 empregos diretos. Também na cidade, uma metalúrgica deve investir R$4 milhões com novos equipamentos, o que criará 44 empregos. Já em Capivari de Baixo, um estabelecimento de produtos químicos e de limpeza destinará R$7,6 milhões para aquisição de caminhões, que devem criar 20 empregos diretos. Em Sangão, uma empresa alimentícia vai gerar mais 72 empregos com R$21,1 milhões.

Norte

São Bento do Sul deve receber projeto de expansão de fábrica de espumas e colchões com investimentos de R$11 milhões e geração de 75 empregos diretos. Em Schroeder, unidade têxtil pretende expandir produção com R$21,9 milhões e 184 empregos diretos.

Oeste

Em Jupiá, um projeto de expansão de empresa de transporte pretende destinar R$19,2 milhões com criação de 20 empregos diretos.

Vale do Itajaí

Blumenau deverá receber modernização de um parque fabril de empresa de fios. No total, R$3,5 milhões devem ser inseridos no estabelecimento e criar 19 empregos diretos. Também neste município, indústria planeja destinar R$81,1 milhões para modernizar a instalação de sistemas fotovoltaicos, além de gerar 287 empregos. No total, R$23,2 milhões serão para expansão de usinagem em Timbó, que contará com 85 vagas de empregos criadas. Em Gaspar, estabelecimento têxtil prevê expansão com R$6,5 milhões e 56 empregos diretos. 




correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense