Siga-nos nas Redes Sociais:


LIGA RIOSULENSE

Com direito a pênalti perdido, Poço Rico estreia com derrota na Liga Riosulense de Futebol

Equipe de Otacílio Costa foi melhor, mas acabou derrotado pelo União, em casa

Ricardo Alves/CO
Foto: Maurício Samp

O sol brilhava forte no Estádio Vidal Ramos Júnior, em Lages, na estreia do Poço Rico na Liga Riosulense de Futebol. A expectativa era grande, devido às contratações de jogadores da casa, como Jean Amaral, Dyeffe e Gonha, mas também da aquisição do ex-jogador profissional Marcelo Quilder. O adversário foi o rival União de Taió, que vinha de vitória por 1 a 0 contra o Guarani, de Rio do Sul.

Primeiro tempo

Maurício Samp

Nos minutos iniciais, a disputa pela posse de bola e a falta de ritmo dos dois times deixou o jogo bastante truncado. O calor excessivo e a grama alta do Tio Vida também deixaram o jogo mais pegado. O meio campo do Poço Rico, com Roni, Guilherme e Jean Amaral, estava travado por Luan e Dematé, do União. Com isso em mente, o Vermelho passou a jogar pelas alas, com Adriano (Cueca) e Gonha, que fez excelente partida. Do meio para o final, o atacante Gima criou boas oportunidades e causou pesadelos aos laterais Juninho e Clóves.

Segundo tempo

Maurício Samp

A principal oportunidade do jogo envolveu o estreante Marcelo Quilder, o atacante disputou a bola com o goleiro Helô, que substituía Elton, na disputa, o arqueiro acertou Quilder, que foi ao chão. O árbitro Vilmar Arndt marcou pênalti. Na cobrança, o número 99 bateu rasteiro, quase no meio do gol e a bola parou em Helô.

O Poço Rico tomou conta do jogo e criou as principais oportunidades, a maioria com Gima, em jogadas individuais. Apesar das criações, o atacante não foi feliz nas finalizações, a maioria não levou perigo à meta do União. Na metade da segunda etapa, Dyeffe entrou no lugar de Jean Amaral. O número 16 inverteu as laterais com Gonha, que passou a atuar pela ala esquerda. Ele e Gean Montanha vinham sendo os destaques do jogo até o momento. O zagueiro fazia dupla com Egon, devido à ausência de Bonetti e com os dois defensores o poderoso trio de ataque do União, formado por Léo, Índio e Grisley não conseguiu jogar.

Mas como diria o ex-técnico Muricy Ramalho: "a bola pune". Em erro na saída de bola, Johan interceptou o passe de Dyeffe no campo de ataque e cortou para o meio, em direção a Gean Montanha. O meio campista cortou para um lado, para o outro, tirou o poder de reação de Gean e bateu forte de fora da área, a bola bateu na forquilha, nas costas do goleiro Paulo e morreu no fundo das redes.

Nos acréscimos, o volante Luan foi expulso por entrada dura em Gonha, que teve que sair de maca. O reinador Luiz Ricardo Hamann, que substituiu Aldemir Oliveira (Bidi), que está suspenso, foi expulso por uma suposta agressão flagrada pelo árbitro. Em entrevista ao CO, Hamann conta que foi afastar o jogador do banco do Poço Rico para não causar tumulto, mas Arndt interpretou como agressão.

Próximo jogo

A equipe de Otacílio Costa volta a campo na semana que vem (28), fora de casa, contra o Guarani. O confronto promete, pois os dois buscam tirar o prejuízo das derrotas sofridas pelo União, que fica mais tranquilo, pois soma seis pontos na competição.







WhatsApp Image 2021-04-26 at 08.59.40.jpeg

16133910719710.jpeg

correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense