Siga-nos nas Redes Sociais:

Pequeno gênio: aluno do 5º ano da Escola Agar Alves Nunes esboça projetos de preservação do Meio Ambiente

Conheça o pequeno Henrique, de apenas 8 anos, que embora novo na idade já pensa grande para ajudar as cidades.

Alisson Magalhães/CO
Foto: Alisson Magalhães / CO
O Pequeno Henrique, com a orientadora Juliane.

Com um repertório de palavras que incluem termos como pistão, mecanismos, filtros e reciclagem, o pequeno Henrique de Freitas Rodrigues Bernardo, de 11 anos, aluno do 5º ano da E.E.B. Agar Alves Nunes, no Centro Administrativo, vem chamando a atenção de professores e colegas em virtude de projetos inovadores e ambiciosos para a idade.

O menino, natural de Blumenau, que mora em Otacílio Costa há cerca de um ano com a mãe, Daiana de Freitas Rodrigues, no bairro Bem Morar, é atencioso às aulas e desde pequeno usa materiais caseiros para realizar projetos avançados. "Desde pequenininho ele sempre utiliza papelão ou algum outro material para construir algo. Ele fez um robô gigante lá em casa. Tudo que ele pega ele transforma em alguma coisa", conta a mãe, orgulhosa.

Perguntado sobre sua motivação, o menino, tímido, diz que gosta de desenhar criando projetos porque quer ajudar as cidades. Ele, inclusive, aponta diretamente seu projeto mais importante: "É a máquina de retirar lixo do oceano e dos rios. Ela tem um mecanismo que o lixo passa por uma coletora, que guarda o lixo numa rede para separar e reciclar. Daí o lixo fica lá guardado e depois vai pra outra máquina, que tira o lixo de lá. Assim os oceanos ficam mais limpos", detalha.

Temos que reconhecer e valorizar, diz professora

A orientadora de convivência da escola, Juliane Lemos Furtado, que trabalha na unidade há cerca de 01 anos, descobriu o talento de Henrique ao cuidar da turma na falta da professora titular. "A professora dele precisou se ausentar e fiquei com eles. Ele me pediu pra ver um projeto e, de início, eu até disse que depois olhava, mas ele insistiu e acabei resolvendo dar atenção pra ele".

Para sua surpresa, Juliane se fascinou pelo fato de estar diante de uma criança com esse tipo de pensamento, com apenas 11 anos pensando em uma forma de ajudar a natureza. "Eu pensei que estava diante de um gênio", relata, salientando que toda explicação que ele deu para o projeto era coerente, o que a fez perceber que não estava diante de um simples 'desenho de criança'. "Enquanto ele me explicava, imaginei estar diante de um Engenheiro mecânico ou ambiental, algo assim", reconhece.

Juliane conta, inclusive, que os projetos do menino já chamaram atenção, inclusive, dos colegas da turma, além de outros professores. "Hojé é tão difícil encontrarmo esse prazer por inventar. Os adolescentes de hoje querem tudo tão pronto, e ele está ali, com essa motivação. Precisamos reconhecer isso e incentivar", projeta.

E ao que tudo indica parece que o futuro de Henrique está, realmente, indo na direção da realização de seus projetos. Perguntamos o que ele quer ser quando crescer. A resposta foi direta: Engenheiro e inventor.








WhatsApp Image 2021-04-26 at 08.59.40.jpeg

16133910719710.jpeg

correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense