Siga-nos nas Redes Sociais:

TRÂNSITO

Polícia Militar Rodoviária alerta sobre aumento de motoristas flagrados dirigindo sob efeito de álcool

Apenas em um fim de semana, mais de vinte motoristas foram flagrados nas rodovias estaduais da Região Serrana.

Redação CO - c/ informações PMRv

A maioria dos acidentes de trânsito com vítimas fatais registrados nas rodovias estaduais da Região Serrana apresenta embriaguez ao volante como causa provável dos sinistros. A informação é da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que vem ampliando a fiscalização nas rodovias com abordagem aos motoristas, com o objetivo de observar o estado dos condutores na direção dos veículos, e faz um alerta: os casos de motoristas flagrados dirigindo sob o efeito de álcool vêm aumentando.

Em apenas um fim de semana, com três dias de operações, as guarnições da PMRv flagraram 26 motoristas dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias estaduais da região serrana. Além de não estarem com plena capacidade psicomotora, a maioria ainda foram flagrados com outras irregularidades no veículo, como documentação atrasada e mau estado de conservação.

Dirigir sob o efeito de álcool é crime e pode levar à prisão

Diante desse cenário alarmante, a Polícia Militar Rodoviária emitiu um alerta, mais uma vez, quanto aos riscos de dirigir depois de ter ingerido bebidas alcoólicas. Segundo a PMRv, o álcool, substância psicoativa, pode alterar as percepções e comportamentos, aumentar a agressividade e diminuir a atenção, prejudicando a aptidão do condutor e tornando a direção veicular insegura. Além disso, a conduta pode configurar crime.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o condutor que conduz um veículo embriagado pode ser multado em R$ 2.934,70, valor que dobra se o motorista for flagrado novamente num prazo de um ano, além do que, terá seu direito de dirigir suspenso por 12 meses, e inclusive pode ter o veículo recolhido, caso não se apresente condutor habilitado e em condições de dirigir.

Nas situações mais graves, em que o agente de trânsito identifica capacidade psicomotora alterada, além da infração de trânsito, fica tipificado crime de trânsito, podendo o condutor ser preso, com pena de detenção de seis meses a três anos, com suspensão ou proibição de se obter a habilitação para dirigir veículo automotor.

"A julgar pelos trágicos resultados acima elencados, e que diariamente são noticiados nos diversos meios de comunicação, é fato incontroverso que álcool e volante definitivamente não combinam. Dessa forma, a recomendação é sempre a mesma, se você for dirigir, não beba", disse a PMRv, em publicação direcionada à imprensa.

PMRv / Divulgação/










WhatsApp Image 2021-04-26 at 08.59.40.jpeg

16133910719710.jpeg

correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense