Siga-nos nas Redes Sociais:

SEGURANÇA PÚBLICA

Santa Catarina fecha 2021 com menor número de homicídios da série histórica

Homicídios tiveram queda de 7,5%

Secom por CO
Foto: Arte/Secom

A Segurança Pública de Santa Catarina teve um ano exitoso em 2021, com redução dos crimes violentos em todo o estado. Os homicídios tiveram queda de 7,5%, passando de 690 em 2020 para 638 no ano passado. Trata-se do menor número desde que o indicador passou a ser contabilizado, no ano de 2008. Com isso, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes caiu de 9,5 para 8,8 em solo catarinense, a mais baixa do Sul do Brasil. O total de mortes violentas - que inclui também latrocínios, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de ação policial - teve redução percentual ainda mais significativa: 8,9%.

Na avaliação do governador Carlos Moisés, o resultado é fruto de uma gestão integrada entre as polícias, do investimento nas forças de segurança e do alto grau de profissionalismo dos agentes. "São as nossas forças de segurança que fazem de Santa Catarina um dos estados mais seguros do Brasil. Somos uma referência dentro do país e vamos seguir neste caminho. Para 2022, haverá a valorização das nossas polícias, com o reajuste salarial que não ocorria há mais de sete anos. Tenho certeza que teremos outro ano vitorioso", afirma o governador.

O presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, Giovani Eduardo Adriano, destaca que as mudanças implementadas pela atual gestão do Governo do Estado estão proporcionando uma melhor entrega de serviços para a população: "O redesenho da Segurança Pública, elaborado pelo governador Carlos Moisés, deu certo. Os índices de criminalidade estão em queda. Tivemos dois anos de pandemia, mas agora a tendência é que a vida volte ao normal cada vez mais. Precisamos estar atentos a isso".

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcelo Pontes, o trabalho integrado do Colegiado Superior colaborou para a redução da violência em Santa Catarina ao longo de 2021. "Trabalhar de forma integrada e focar nas ações preventivas nos auxiliou a reduzir esses índices. Destaque para o trabalho da inteligência policial, que serviu de suporte para as ações operacionais devidamente planejadas, e para as ações internas visando a qualificação dos policiais militares. Também houve investimentos em viaturas, armamentos e equipamentos. Estas foram algumas das ações importantes na prevenção e na repressão aos crimes violentos", diz Pontes.

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, destaca o alto índice de resolutividade das mortes violentas e os trabalhos de investigação no Estado. "Essa resolutividade se dá com a implementação de técnicas operacionais muito fortes e muita investigação. Temos total certeza que ações pontuais refletirão em uma diminuição ainda maior dos crimes em Santa Catarina. A certeza da punição é que faz com que aquele que cometeu o crime saiba que não deve mais cometer, estimulando que outros também não cometam", afirma o delegado-geral.







WhatsApp Image 2021-04-26 at 08.59.40.jpeg

16133910719710.jpeg

correiootaciliense


Logo_CO_rodape.png
IVC.jpeg

Endereço: Rua Aristeu Andrioli, 592 - B. Pinheiros - Otacílio Costa - SC
Email: correiootaciliense@gmail.com
Telefone: (49) 3275 0857

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio Otaciliense